Saurus: Quando Ocidente e Oriente se encontram

Quando trocamos conhecimento e experiências, eternizamos e justificamos nossa própria existência. E quando a América e o Japão se conheceram, selaram o futuro da pesca esportiva no mundo!

Assim nasceu a primeira fábrica de iscas artificiais no Japão, a Alpha & Craft, empresa antecessora da SAURUS, fundada por Hirosuke Nori, conhecido como lendário pescador do Japão na década de 1970.


Tudo começou com a ocupação do Japão pelas Forças Armadas Aliadas, entre 1945 e meados de 1952 e liderada pelos Estados Unidos. A ocupação norte americana causou grande influência na cultura, alimentação e estilo de vida dos japoneses.

Até hoje, os Estados Unidos mantêm bases militares na ilha de Okinawa, a ilha mais "americana" do Japão.

 


Durante a ocupação americana, os soldados gostavam de pescar Black Bass nos lagos perto de Tóquio, como o lago Ashinoko em Hakone.

Naquela época, o jovem adolescente Hirosuke Nori, um pescador de Black Bass, conheceu o soldado americano Charlie e desenvolveu uma grande amizade com uma paixão pela pesca em comum.

Charlie ensinou a Hirosuke o que ele sabia sobre pescas de Black Bass com iscas artificiais. Hirosuke passou os dias tentando melhorar sua técnica usando as iscas americanas.

Desde então, Hirosuke acumulou experiências e foi reconhecido como um grande pescador no Japão. Nos anos 70, ele decidiu criar iscas japonesas de alta qualidade, fundando a Alpha & Craft & Balsa 50, a primeira marca de iscas artificiais no Japão.



Até então, Hirosuke usava iscas americanas Big-O, criadas por Fred Young, de quem ele exercia grande influência.

Big-O

A primeira isca criada pela Saurus, com design de Tadashi Nishioka, foi um plug de madeira balsa chamada Balsa 50 Original, provavelmente uma das iscas mais populares já desenvolvidas no Japão e hoje um item raro de colecionador.



Nos anos seguintes, Hirosuke Nori se concentrou no desenvolvimento de iscas de água salgada e de pesca do robalo.

No mar, os japoneses iniciaram a pesca com iscas artificiais limitando-se a pequenos plugs e jigs de metal principalmente para a pesca de robalo, olhetes e pequenos atuns e, então, alguns pescadores passaram a usar os jigs de metal que propiciavam remessas a longa distancia.

No final dos anos 90, muitos pescadores japoneses começaram a pescar com jig em busca de peixes maiores, mas o problema dessa época era a vara macia e a linha de nylon.

O jig tinha que ser grande para usar a linha de nylon, mais elástica, e a vara tinha que ser flexível e comprida para manter o movimento correto do jig. Para resolver esses problemas, a SAURUS criou um jig original e uma vara adequada. Esse foi o nascimento do famoso Hilla Jiglla e o início do conceito moderno de jigging vertical.


Hilla Jigla

A pesca de GT com grandes iscas Popper e Stick Baits iniciada pelo famoso pescador australiano Barry Cross tornou-se uma pesca muito popular no Japão e a SAURUS também desenvolveu uma isca de Popper e vara compatível com a pesca de GT. Esses são os lendários Tobi Pop e Tobi Pen, que estão atualmente em processo de atualização e relançamento no mercado.

Hoje, o SAURUS JAPAN continua a produzir iscas de madeira artesanais e o SAURUS INT. a produzir e desenvolver não apenas iscas, mas todos os tipos de material de água salgada sob a supervisão de Diogo Yamada, sempre buscando manter o controle de qualidade, respeitar e honrar o nome de Hirosuke Nori e seu legado.



Se você está interessado nos produtos Saurus e está no Brasil procure pela Everquest Sports. Teremos o maior prazer em recebê-lo.

1 comentário

  • Ótimo texto. Conhecer histórias de precursores da pesca esportiva nos enriquece

    EDSON ISSAMU YABUSAKI

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados